A culpa é sua!

Imagens| Tumblr| Facebook

Olá meninas, tudo bem?

A tempos estou refletindo na melhor forma de abordar o assunto aqui no blog, no post anterior (Feminismo x Feminazi), com o mesmo grau de polêmica me causou um certo desconforto, este é um assunto que infelizmente temos que sempre abordar, lembrar a sociedade que nós mulheres somos tão capazes quanto os homens, lembrar que temos o direito a emancipação do nosso próprio corpo (meu corpo, minhas regras) e que almejamos a igualdade de gênero, mas percebo que o machismo e a neutralidade esta presente na vida de muitos homens e mulheres.


Quando o assunto é os nossos direitos como consumidor, trabalhador, homossexual, mulher... não deve haver imparcialidade e pior a neutralidade, isso seria o mesmo que dizer "o Brasil teve o segundo golpe militar, não me manifesto, pois este é um assunto que cada cidadão tem sua opinião", aos que pregam a imparcialidade e a neutralidade nos fatos que me desculpem, mas não existe ser neutro. 
Tomamos partido mesmo que indiretamente em tudo que vemos e fazemos, ao criticarmos uma novela por exemplo, estamos tomando partido, seja pra dizer que é imoral, desumano, realidade etc, ou seja estamos sempre tomando partido de algo independentemente do que seja. Então a partir de agora esqueça esse pensamento deturpado de "sou neutro", tenha o pensamento crítico sobre o que é apresentado, leia, pesquise, forme consciência, não existe assunto que não deve ser abordado.

Então já que esclarecemos algumas coisas vamos ao assunto, a tempos vem sendo cultivado a cultura da culpa ser da vítima, a prova cabal são as redes sociais. É fácil de encontramos fotos postadas em páginas dizendo: "se vestindo assim é pedir pra ser estuprada", "é tão feia que deveria agradecer por ser estuprada", o que significa isso? O ser humano é um animal sedento?, essas são frases que encorajam o preconceito e o machismo, colocando a culpa toda na vítima, como se fossemos obrigadas a deixar de fazer qualquer coisa que gostamos, mulheres não usem maquiagem, pois os machinhos não gostam, tira a essência da mulher, não usem roupas curtas, não olhem para lugar algum, afinal você esta pedindo pra chamar atenção... 

"De modo geral, ao avaliar um crime a sociedade condena incondicionalmente o agressor. Mas quando procura compreender o motivo pelo qual um estupro ocorreu, a responsabilidade é dividida: a vítima deve ter dado motivo, usando roupas “inapropriadas” e andando desacompanhada pelas ruas à noite. Dessa forma, protege-se o agressor, corroboram-se ideias machistas e preconceituosas e legitima-se uma punição extra-oficial àquelas que ousam dizer não a um homem. Tal raciocínio é decorrência da educação misógina que muitos receberam e à qual se ataram por toda a vida. Uma educação que coloca a intimidade sexual feminina sob os desígnios dos prazeres masculinos. Como reflexo, desenvolve-se uma sociedade que não sabe identificar o que é, de fato, uma violação. Muitos não fazem ideia de que sexo sem consentimento ou forçado fazem parte da definição de violência sexual, segundo a Lei 12.015. “Quando a palavra estupro é substituída por alguma dessas definições, boa parte passa a não ver o ato como um problema”, afirma a professora e escritora Lola Aronovich, que desde 2008 está à frente do blog feminista mais acessado do Brasil, o “Escreva Lola Escreva”. “Parte dos homens aprendeu que não se deve levar a sério o ‘não’ de uma mulher e que quando elas dizem isso só estão fazendo ‘charminho’, tentando se valorizar de acordo com os conceitos sociais. Se sentem obrigados a saírem daquela situação com um ‘sim’, nem que para isso seja preciso obrigar. Em vários casos, o estuprador nem acha que estuprou, e a própria vítima leva tempo para se convencer de que sofreu um estupro. E mais tempo ainda para perceber que não teve culpa”, diz Aronovich." (D. Varella, A Culpa é sempre dela, T. Medeiros. In http://drauziovarella.com.br/mulher-2/a-culpa-e-sempre-dela/. Publicado in 08/03/2014)

Não é de hoje que é atribuído a mulher, a vitima a culpa dos atos covardes, esta é uma cultura que vem sendo inserida ou cultivada na nossa sociedade, a partir do momento que assume que a mulher não pode usar batom vermelho, pois atiça os fetiches masculinos, a partir do momento que deixa passar impune o "doente mental" pensar que agredir fisicamente ou verbalmente a vitima não vai acarretar nenhuma punição a si mesmo, afirma mais uma vez a cultura da culpa ser da vitima, pois se a vitima "se desse ao respeito" tal ato não aconteceria, vocês estão entendendo onde estou querendo chegar? A mulher na maioria das vezes ainda pequena ganha a boneca como afirmação de seu lado afetivo, como afirmação de que um dia também será obrigatoriamente mãe, sendo assim vai precisar saber como se vestir, como cuidar da casa e ensinar uma boa educação aos filhos, caso tenha uma filha mulher ira passar mais uma vez assim como já foi passado que, "mulher brinca de casinha", "a forma com que a mulher se veste demonstra o seu caráter para a sociedade", e assim mais uma vez a cultura da culpa é da vitima se forma.

"Para Jefferson Drezett, há mais de 23 anos diretor e ginecologista do Ambulatório de Violência Sexual do Hospital Pérola Byington, centro de referência da saúde da mulher em São Paulo, os homens cresceram sendo educados a entender que a companheira tem função de suprir os desejos sexuais do homem mesmo quando não está a fim. “E isso não é só no Brasil. Numa pesquisa feita na África do Sul com 1.400 jovens de várias etnias e idades, 20% dos homens confessaram que já haviam imposto uma relação sexual com as namoradas. Desses, 5% admitiram que usaram força física no ato sexual. Mas as revelações só surgiram quando o termo estupro foi substituído por palavras brandas, como sexo sem consentimento ou forçado”. (D. Varella, A Culpa é sempre dela, T. Medeiros. In http://drauziovarella.com.br/mulher-2/a-culpa-e-sempre-dela/. Publicado in 08/03/2014)


Fica as duas citações do site oficial do Dr. Drauzio Varella, o texto foi escrito pela Tainah Medeiros, espero que possa fazer refletir sobre a cultura que é imposta em nossa sociedade, sempre culpando a vitima pelos absurdos feitos pelo agressor, compreendo que terão pessoas que mesmo assim vão dizer a vitima tem culpa, ou que não se intromete nesses assuntos, mas se você não praticar o pensamento critico como ira mudar a sua forma de ver o mundo? Como ira enxergar a desordem na qual vivemos, esta mais que na hora de acordar pra vida, estamos passando por um novo processo de lutas, queria eu poder dizer que a sociedade esta mais justa, mas infelizmente essa não é a realidade, não existi ser neutro, não existe imparcialidade, sempre estaremos defendendo um lado.

Share this:

JOIN CONVERSATION

8 comentários:

  1. O interessante é como o erro de quem comete se vira para a vitima que sofreu, ninguém tem culpa de um homem ser doente, é um absurdo você não poder usar o que te agrada porque isso é está provocando, acredito que todos merecem respeito nas suas escolhas.

    Beijos
    www.mariaulhoa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Maria, isso que mais me deixa incrédula, não poder usar o que se gosta, pois caso algo aconteça a culpa será sua por usar algo que atiça a vontade alheia, isso esta errado, temos todo o direito de usar o que queremos e como queremos.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  2. Acho incrível que vivemos num mundo machista e muitas mulheres são machistas, as mesmas que podem ser vítimas criticam as mulheres que são estupradas, chega a ser doentio ouvir ou ler alguns discursos de mulheres que muitas vezes são ignorantes, e abrem a boca pra falar coisas absurdas. O erro NUNCA ESTÁ na vítima, independente da roupa, horário ou lugar que esteja, o DOENTE e ERRADO SEMPRE será de quem ataca. Se o cara tem que ir preso ou pro sanatório, aí é outra questão, mas jamais deve ser visto como o coitado ou vítima. Ótimo post querida. precisamos divulgar muito mais temas assim, para ver se o mundo melhora.
    Beijinho <3
    ||||----------|||| www.walmontani.com ||||----------||||

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, infelizmente muitas mulheres são machistas e algumas nem sabem que são.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  3. É um absurdo a forma com que a vítima as vezes leva a culpa, o que essas pessoas muitas vezes machistas deviam enxergar, é que não importa o que alguém faça, o errado é sempre o abusador. E isso é em qualquer caso! Achei bacana você abordar esse tema no blog. Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que gostou do tema abordado no blog Renata, infelizmente estamos longe de dizer que essa é uma minoria, a maioria das pessoas são machistas.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  4. Esse assunto é ótimo de ser abordado. Estamos vivendo em um mundo machista, onde as mulheres tem que viver acuadas e dominadas. Quanto mais pessoas fazer igual a vc, as coisas com certeza vai mudar... Esse assunto tem que ser mais abordado e mais falado pr chegar ao conhecimento de todos (as). A vítima nunca é errada, a roupa que veste tb não é motivo pr o estrupo... fico indignada com essas coisas e esses fatos. Torço pr um dia isso tudo acabar.
    Beijos
    www.beabadabeleza.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Adriana é um assunto que deve sempre ser abordado e lembrado, pois a culpa de ser abusado não deve ser da vitima.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir