Drama: 1 Litro de Lágrimas

Imagens| Google


Olá amigos e amigas, hoje trago uma emocionante história real que foi adaptada para J-Drama (míni série Japonesa). 1 Litro de Lágrimas foi publicado e republicado pela editora New Pop e também ganhou uma adaptação em Drama.




Título: 1 litro de lágrimas
Gênero: Escolar, Romance, Drama
País de origem: Japão
Principais do elenco: Sawajiri Erika como Ikeuchi Aya 
Yakushimaru Hiroko como Ikeuchi Shioka 
Nishikido Ryo como Asou Haruto 
Jinnai Takanori como Ikeuchi Mizuo Narumi Riko como Ikeuchi Ako 
Fujiki Naohito como Mizuno Hiroshi 
Koide Saori como Sugiura Mari Sanada Yuma como Ikeuchi Hiroki 
Miyoshi Ani como Ikeuchi Rika 
Matsuyama Kenichi como Kawamoto Yuji
Total de episódios: 11
Período de emissão: 11 de Outubro de 2005 até 20 de Dezembro de 2005
Emissora de TV: Fuji TV


1 Litro de lágrimas foi baseado no diário pessoal de Ikeuchi Aya que aos 15 anos descobre que tem uma grave doença degenerativa chamada Espino cerebelar, doença que afeta o cerebelo e aos poucos faz com que o portador perca os movimentos do corpo. 
Aos poucos coisas simples como andar, escrever, se manter em pé e falar se tornam coisas difíceis, com o passar do tempo a doença inevitavelmente desenvolve e seu portador deixa deixa de cumprir qualquer uma dessas atividades comuns do dia a dia. Esta é uma doença que até o momento não tem cura, apenas métodos que melhoram a qualidade de vida de seu portador, lembrando que a doença não afeta a a memória e nem a capacidade de aprendizado.


Ikeuchi Aya lutou por 10 anos contra doença e durante este período escreveu um diário, este por recomendações médica, onde detalhou como foi sua vida durante todos os estágios da doença. Aya vivia com sua mãe, pai e seus 3 irmãos.
Aya é uma menina alegre. esforçada, inteligente e doce, seu pai é dono de uma loja de tofu, sua mãe é higienista. A história começa mostrando o dia a dia da família e a alegria de todos. Shioka, (mãe de Aya) percebe que tem algo de anormal nas quedas da menina depois que sua filha passa a cair com maior frequência e de forma que outras pessoas teriam se protegido, em meio as quedas bruscas da filha decide procurar ajuda médica, pra entender o que esta acontecendo e tentar resolver o problema antes que Aya se machuque seriamente. Depois de alguns exames é constatado que a menina tem uma grave doença degenerativa chamada Espino cerebelar.


Depois de descobrir a doença da filha Shioka decide suportar a dor sem revelar a filha o real motivo de suas quedas. A dor dos pais de Aya é muito grande e na esperança de não ver a filha sofrer decidem poupar a menina da verdade.
Com o passar do tempo e das quedas frequentes e do comportamento de seus pais Aya acaba percebendo que há algo de errado, depois de investigar as possíveis doenças que podem levar a quedas e de pedir por explicações ao pais do que esta acontecendo com o seu próprio corpo, Aya acaba recebendo a inevitável verdade e saber que sua vida ira mudar e não será para melhor.


Nos anos seguintes Aya tenta aproveitar o máximo possível e tenta levar a vida escolar com alegria apesar das dificuldades, a cada dia a doença progrede fazendo com que a menina tenha dificuldades em sua locomoção. Durante os seus anos escolares acaba conhecendo Asou Haruto, um jovem com problemas familiares desde a morte de seu irmão e ao poucos se mostra um rapaz meigo, gentil e capaz de qualquer coisa para ajudar Aya.
Com o passar do tempo sua capacidade de locomoção reduz trazendo uma forma estranha de andar, o que causa um certo olhar de espanto de alguns, a doença é implacável com Aya, com o passar do tempo depende de seus colegas para locomoção o que faz com que alguns colegas de classe não a aceite. Depois de uma reunião alguns colegas e professores decidem que é melhor que Aya vá para um lugar com pessoas semelhantes a ela, Aya não aceita a decisão e briga pra poder continuar a estudar com os seus amigos, mas acaba percebendo que é o melhor a ser feito, pois já não conseguia andar e sua fala já estava prejudicada. Quem continuou ao seu lado foi Asou e sua família, sempre atenciosos e compreensivos.
Aya escreveu uma carta destinada a Asou onde falou sobre o futuro, futuro onde ela não estará presente, futuro onde ela não terá uma profissão, nem amor ou casamento. Asou resolveu ser médico e sua irmã se tornou enfermeira. 
Poderia ficar horas escrevendo muitas e muitas páginas sobre a história, mas creio que esta pequena parte da batalha desta jovem já é o suficiente para mostrar como em meio a tantas dificuldades Aya conseguiu lutar e continuar vivendo com alegria, por mais que a vida tenha sido severa com ela. Quando você pensar em desistir por conta do tamanho do obstáculo, sorria e siga, dificuldades todos temos, mas não é motivo para deixar de realizar os nossos sonhos.
Aya morreu aos 25 anos devido ao avanço da doença, mas lutou todos os dias de sua vida e por mais difícil que foi a batalha não se deixou abater nem nos piores momentos.


Na frase, Aya quer dizer que não há problemas em cair, pois podemos levantar e olhar o céu sem limites e ver ele sorrindo ou seja devemos ter prazer com as pequenas coisas, pois podemos levantar e seguir em frente. 

Música tema do drama:
Espero que vocês tenham gostado do post de hoje, vou deixar um link para download do drama aqui, beijos e até a próxima, assistam, não se esqueçam de colocar um lenço e um balde do seu lado rs, chorei muito quando assisti.

Gostou do post? 
Divulga pras amigas, se você gostou do blog segue, não se esqueça de nos seguir nas redes sociais e deixar o seu comentário.

Share this:

JOIN CONVERSATION

36 comentários:

  1. Sou apaixonada por series e filmes ! , e parece ser muito interessante ! Nunca ouvi falar nesta serie ♥ mas vou procurar saber mais hahaha ,beeijos Eliz e visita meu cantinho ? http://meumundo002.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai adorar Lais, é muito bom esse drama.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  2. Esse drama chama 1 litro de lágrimas, mas é a gente que vai chorar litros com esse drama né.
    Bjus
    Jaque
    www.quebreiaregra.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkk pura verdade Jaque, quando assisti pensei a mesma coisa, 1 litro de lágrimas, mas quem chorou litros fui eu.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  3. O drama está bem legal , não sou muito fá de filmes assim , mas gosto mais de séries e tals , mas o texto , o vídeo e o post em si está bem legal e interessante =D Parabéns pela matéria !

    Beijoos !!

    http://oivaidosa2013.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Muito bom...
    A história é muito triste mesmo
    Bjus
    http://segredosdaluma.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Leteia muito triste, mas vale a pena assistir , esse drama ajuda muito no crescimento e amadurecimento pessoal, as vezes reclamamos de coisas pequenas e esquecemos que tem pessoas que tem tudo pra reclamar, mas continua vivendo e batalhando.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  5. Eliz nesse momento esse filme eu não assistiria apesar de ser uma história muito bonita mas triste rs e eu choraria com certeza 3 litros com certeza, gostei da frase dela , sem dúvida uma superação, e tento levar a vida como na frase, e se levantar olhar o céu lindo smpre!

    http://lisa-more.blogspot.ch/

    As aventuras de uma recém-casada em outro país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Lisa, uma bela frase de superação, devemos levar pra vida. Mas a série é realmente triste.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  6. Gente eu nunca iria conseguir ver esse filme, eu já chorava quando a Xuxa dava tchau, agora imagina com uma história emocionante dessas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rs, imagino, eu sou meio manteiga derretida, assisti, mas parei tantas vezes pra enxugar as lágrimas, você nem imagina, mas valeu a pena.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  7. Nunca soube dessa doença...Triste uma pessoa ter uma doença sem cura,ainda mais descobrindo na adolescencia e mais triste ainda ela ter morrido ainda tão jovem... Que post diferente e interessante... Obrigada pela dica....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Rachel, antes de conhecer a história eu não imaginava que poderia haver uma doença desse tipo, depois eu vi em algumas reportagens a mesma doença e realmente é muito triste.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  8. que história emocionante,
    como superar uma doença e viver plenamente
    uma lição de vida

    Nanda
    beijokas
    Linda Noite
    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Nanda, reclamamos por coisas simples enquanto alguns lutam e continuam sorrindo mesmo passando por grandes dificuldades.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  9. Olha se for pra chorar litros e comigo msm kkkkk comecei assisti nesse final de semana um filme que indicou mais não deu pra terminar depois te conto...olha a historia é linda, meche com nosso emocional msm. Adorei o post.
    bjokas

    Blog Laine Menezes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, muito linda a história mesmo, apesar de ser triste. Depois me conta Laine qual foi a indicação.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  10. Muito emocionante, só de ler seu post já dá vontade de derramar algumas lágrimas, ainda mais eu que sou manteiga derretida, parabéns pelo post tão bonito, bjs

    http://dicascoisasdemulher.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Rose, fico muito feliz que o post tenha mexido com os sentimentos, esta é uma história linda apesar de triste, a superação é o que nos levanta e nos faz querer viver por mais difícil que seja a vida.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  11. Nossa! Não sou super fã de drama!
    Pois sempre choro muito!
    Beijos
    http://mulhervirtuosaoblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso Sofia, tem alguns dramas que são bem comédia também, rs, mas entendo também acontece comigo.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  12. Nossa que bacana cheio de emoção.
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita mesmo Shairane.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  13. Respostas
    1. Geri esse drama é muito bom, vale muito a pena ver.
      Depois eu vou postar mais alguns, vou deixar pra vocês o meu primeiro drama, gostei muito e o melhor foi o único exibido em rede nacional.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  14. Achei bem interessante. Até que eu não gosto muito de filmes assim não. Mais achei bem legal esse!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que achou legal Carem.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  15. Nossa é uma história bem interessante e triste, mas que abre o olhar para muitas coisas tenho certeza, além é claro de poder trazer mais sobre a doença (que eu também não conhecia) e alertar quem assiste. ;) Legal sua indicação/apresentação.

    Beijos!
    Tamara
    http://queesmalteusohoje.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Tamara, antes de conhecer o drama eu nem fazia ideia que essa doença existia.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  16. Nossa , Drama é comigo mesmo ,Juro que eu só de estar lendo já desce lágrimas, quero muito ler, é importante , por isso eu valorizo minha vida e a vida das pessoas que eu amo !
    Liiiiiiiiindo,estou ansiosa
    Beijos,Sucesso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Bruna, temos que dar valor a nossa vida e a dos que amamos e essas histórias por mais tristes nos abrem o olhar.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  17. Que historia linda, como o preconceito das pessoas pode magoa uma vida, mais sempre temos ao nosso lado a família e aqueles que nós amam de verdade... ameiiii

    Beijos
    www.mariaulhoa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo Maria, o preconceito das pessoas por algo desconhecido é gigantesco, mas o amor dos que realmente nos amam consegue superar as piores dificuldades.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir
  18. É raro eu conseguir chorar assistindo filmes, eu até me comovo mas derramar lágrimas é raro. Não conhecia esses, adorei conhecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou bem ao contrário Bia, eu me comovo e choro horrores, já perdi a conta de quantas vezes chorei com filmes e drama.
      Beijos, volte sempre!

      Excluir